Search
Close this search box.

Profissionais que acompanham os pacientes conjuntamente com os Neurocirurgiões

Dra. Valéria Marques

Dra. Valéria Marques

Neurocirurgiã Pediátrica | CRM 97485

As doenças neurológicas são geralmente bastante complexas. É muito comum que crianças sejam tratadas por uma “Equipe multidisciplinar”, formada por médicos e outros profissionais das mais diversas especialidades. Isso pode parecer assustador em um primeiro momento, mas não se deixe assustar: além de ser muito comum, isso é uma excelente prática, já que cada profissional contribui com o que sabe de melhor, e isso resulta em um melhor tratamento para a criança. 

Abaixo enumero alguns profissionais fundamentais no diagnóstico, tratamento e reabilitação neurológicos juntamente com o neurocirurgião:

  • Cirurgião Plástico:Muitas vezes, quando é necessária a reconstrução da face ou crânio, cirurgiões plásticos trabalham conjuntamente com o neurocirurgião. Eu trabalho com a @draAlessandraMuoio, especialmente nas cirurgias craniofaciais (craniossinostoses, Crouzon, Appert), e posso dizer que sua contribuição é vital nos resultados destes procedimentos.
  • Fisiatra:Médico especialista em orientar, prescrever e supervisionar a reabilitação da criança. 
  • Fisioterapeuta:Profissional dedicado a reabilitação física da criança. Fundamental para sua recuperação. Saiba mais em https://www.crefito9.org.br/fisioterapia/o-que-e-fisioterapia/155
  • Fonoaudiólogo:profissional dedicado a desenvolver, tratar e reabilitar fala e deglutição da criança. Saiba mais em http://www.fonosp.org.br/fonoaudiologia
  • Geneticista:Médico especialista em investigar doenças transmitidas geneticamente, de pai/mãe para filho. É ele que muitas vezes faz o diagnóstico de uma doença mais rara e também faz o aconselhamento genético, caso o casal queira mais filhos.
  • Neuropediatra:Médico especialista em tratar doenças neurológicas em crianças, utilizando medicamentos e tratamentos que não a cirurgia. Neurocirurgiões pediátricos e neuropediatras trabalham em conjunto, para oferecer o melhor tratamento à criança. 
  • Neuropsicólogo:Além de cuidar da saúde mental da criança e cuidar do sofrimento psíquico, traumas de internação ou tratamento, o neuropsicólogo ainda faz testes específicos muito sensíveis para detectar as consequências de uma doença em relação a inteligência, aprendizado, atenção etc. da criança. 
  • Oncologista Pediátrico:Médico especialista no tratamento clínico do câncer infantil. É ele que indica e prescreve as melhores drogas (quimioterápicos), para os tipos específicos de tumores, monitora a evolução do tratamento, previne e trata as complicações do tumor.
  • Ortopedista:Muitas crianças tratadas pelo neurocirurgião apresentam dificuldades de movimento, deformidades ou alterações no desenvolvimento. O papel do ortopedista pediátrico é fundamental para corrigir e tratar a parte óssea, orientar a reabilitação motora e planejar cirurgias conjuntamente com o neurocirurgião. 
  • Pediatra e suas especialidades:Médico especialista em tratar crianças. Muitas vezes é ele quem encaminha a criança ao neurocirurgião. É fundamental que toda criança tratada com o neurocirurgião continue acompanhando com seu pediatra de confiança. Junto com o neurocirurgião, é ele quem assegura uma infância mais perto do habitual possível: vacinas, marcos do desenvolvimento, tratamento de outras doenças ou intercorrências: é tudo supervisionado por ele.
  • Professor:Toda criança, portadora de doença em tratamento com o neurocirurgião pode e deve (a menos que haja algum impedimento médico), frequentar a escola. O professor tem papel fundamental neste retorno à normalidade, à rotina e à própria infância, que toda criança merece.
  • Terapeuta Ocupacional:profissional dedicado a adaptar as habilidades motoras da criança para realização das suas tarefas cotidianas. Saiba mais em https://www.crefito9.org.br/terapia-ocupacional/o-que-e-terapia-ocupacional/164